quinta-feira, 22 de maio de 2014

Sobre o tesouro da vida e o quase tesouro

Assistindo novamente a um episódio de How I Met Your Mother, me deparei com duas palavras em alemão que consistem na maior dúvida de uma pessoa: Lebenslangerschicksalsschatz e Beinaheleidenschaftsgegenstand. 

Antes de você ao menos tentar repetir as duas palavras acima, eu já deixo aqui a tradução: Lebenslangerschicksalsschatz - "tesouro do destino ao longo da vida"; Beinaheleidenschaftsgegenstand - "aquilo é quase aquilo que você quer, mas não completamente". Sim, uma palavra pode significar muitas coisas em alemão. Mas esse não é o ponto.

O ponto é que a partir do momento que iniciamos nossas relações amorosas, nos pegamos na dúvida se encontramos alguém que realmente é o nosso tesouro ou é quase o que queremos pra nós. "Mas como vamos saber diferenciar isso?" a resposta está dentro de você, sempre. Nós nunca vamos conhecer 100% de uma pessoa, nunca vamos saber tudo sobre ela. Mas nós nos conhecemos 100% e sabemos tudo sobre nós. E, sendo assim, temos conhecimento do que queremos.

Estamos sempre em busca de alguém que nos acrescente o que nos falta. Mas quando encontramos uma pessoa maravilhosa capaz de suprir quase tudo o que nós queremos, ficamos em dúvida se apesar dos defeitos ela é realmente o nosso tesouro. O que eu quero dizer é: lebenslangerschicksalsschatz é a pessoa que consegue te fazer sentir tudo por todos os sentidos. Você sente com a alma, com o coração, com a pele, com o perfume, com o olhar. Você sabe que é ela, você possui essa certeza. Já a pessoa beinaheleidenschaftsgegenstand é a pessoa que é aquilo que você quer, mas não completamente. É aquela pessoa que apesar de ser maravilhosa, não te toca tanto assim. Não te faz sentir tudo o que a primeira te faz. A pessoa pode ser ótima cozinheira, companheira, ouvinte, companhia, conselheira. Mas apesar de ser tudo isso, ela não é quem faz seu coração pulsar. E aí que entra a dúvida e os empurrões de barriga.

Quando nós achamos nosso lebenslangerschicksalsschatz nós sabemos. Quando achamos nosso beinaheleidenschaftsgegenstand descobrimos ao longo de tempo. 

O que eu quis dizer nesse texto cheio de palavras complicadas é: eventualmente todos encontramos o nosso tesouro e nos deparamos sempre com o quase tesouro. Não desanime ou pense em desistir ou ache que ficará sozinho o resto da vida. As coisas acontecem quando tem que acontecer e as pessoas aparecem quando tem que aparecer. Fique sem medo, o que é pra ser, será.


5 comentários: